É possível emagrecer com saúde?

Equipe Galena

calendário
05 Junho 2020

Nem sempre, emagrecer está somente relacionado somente à estética. O gerenciamento de peso está relacionado à saúde e manutenção dela. Entenda como é possível emagrecer de forma saudável


Realmente, não é fácil. A gente dá o braço a torcer. Emagrecer, principalmente depois de um certo ponto, aquele ponto que a gente sempre sabe qual é, fica quase impossível emagrecer, não é mesmo. E olha, só a gente sabe o quanto tentamos, com quanto suor, fome, jejum, dietas reduzidas nós passamos para perder aqueles quilinhos a mais. 

Mas eles não vão embora. Eles parecem estar  tão bem acomodados ali na barriga, ou nos quadris e cinturas. Esses benditos quilinhos extras que não soltam do nosso abdômen nem por decreto.

Pois é, quem nunca passou por isso, não é mesmo? Você não está sozinho.

Mas vamos lá, nós trouxemos uma série de soluções que comprovam que você pode, com toda certeza emagrecer com saúde

  • Faça acompanhamento com um médico

A primeira coisa a se fazer é procurar um profissional da saúde, como um nutricionista e uma farmácia magistral de confiança, para que ambos possam te ajudar no processo de emagrecimento e gerenciamento de peso. Essas duas figuras serão muito importantes durante o tratamento, pensando na sua saúde o tempo todo.

A ideia aqui é obter um tratamento personalizado, após a realização de exames junto ao médico prescritor, seu farmacêutico poderá te oferecer os melhores tratamentos e suplementos nutracêuticos, vitamínicos e minerais com foco no seu emagrecimento, de forma única. 

  • Dieta balanceada e hipocalórica

Você deve estar cansado de ouvir isso. Mas é verdade. Sua dieta precisa estar de acordo com a função e velocidade do seu metabolismo, principalmente em relação à resposta metabólica em repouso, o que varia muito de pessoa por pessoa. 

Dessa forma, contar com uma dieta balanceada, de acordo com a dose média diária de calorias que seu corpo consome e nada mais que isso, inclusive, se possível, abaixo disso - o que chamamos de dieta hipocalórica, quando há falta de calorias - seu corpo entrará em estado de calamidade calórica e gastará suas reservas, as quais chamamos, carinhosamente, de gordurinhas extras.

  • Rotina constante de exercícios

Junto à dieta, é preciso estar atento à resposta metabólica quando em atividade física. E, para entender isso, é preciso estar, de fato, em atividade física. Caminhadas são ótimas para começar a entrar em forma. 30 minutos de caminhada é o ideal, inicie com passos lentos, com distâncias e períodos de tempo reduzidos, no seu próprio ritmo, até que seu corpo se acostume à novidade.

Se possível, opte por esportes com maior gasto calórico, como esportes de foco aeróbico, como corrida, bike, treinos de cardio, etc. Exercícios anaeróbicos e lifting são ótimos, mas eles irão manter seu shape em dia e se seu objetivo for perder peso eles podem te tirar desse objetivo. Calma, nós chegaremos lá. Mas antes, precisamos perder peso.

  • Menos estresse, mais sono

Com uma alimentação regrada, uma rotina de exercícios estabelecida, naturalmente seu corpo irá se sentir mais saudável. E, só por isso, há a liberação de maiores taxas de endorfina e dopamina, um hormônio e um neurotransmissor, ambos ligados ao prazer, o que te dão a sensação de bem-estar. Assim, você se sente menos estressado, diminuindo sua fome de estresse, aumentando seu controle libidinoso em relação à comida. Pelos exercícios físicos, é natural também que suas noites de sono sejam melhores e mais tranquilas, o que contribui, e muito, para o emagrecimento.

  • Jejum intermitente

Jejuns intermitentes são outra excelente forma de manter seu corpo em estado de calamidade calórica. Em períodos de jejum, seu corpo entende que há escassez de energia e apela para as reservas de adipócitos que, se quebradas enzimaticamente, produzem a glicose necessária para manutenção do metabolismo. 

Mais do que 18 horas não é indicado e é necessário que você examine junto ao seu médico suas condições de saúde antes de aderir à prática. É comum que esses períodos sem glicose ocasionem a hipoglicemia, podendo levar o indivíduo até o desfalecimento. Que, caso aconteça, terá efeito inverso, já que, medicado, o paciente receberá soro, repondo seus níveis de glicose e fazendo com que seu corpo passe a absorver ainda mais quando o recurso energético estiver disponível, o que chamamos de efeito sanfona.

  • Revise sua alimentação “saudável”

Cuidado: nem tudo que está escrito “ligth”, “diet” ou “orgânico” são de fato feitos com ingredientes 100% naturais. Por isso é importante que você veja a procedência dos alimentos que está comprando, a fim de garantir que esteja adquirindo os alimentos mais orgânicos que conseguir.

  • Conte com suplementação nutracêutica

Por fim, mas não menos importante, precisamos falar da suplementação nutracêutica. O que buscamos na alimentação e que está totalmente sujeito à maneira como nosso organismo metaboliza determinados nutrientes, vitaminas, proteínas e minerais está disponível de uma forma mais rica e eficaz.

Estamos falando das suplementações nutracêuticas, isto é, das fórmulas personalizadas com o objetivo de emagrecer. As farmácias magistrais ou de manipulação têm o poder, junto aos prescritores, de desenvolver uma fórmula totalmente única, baseada nos exames que seu médico ou prescritor de confiança realizou, só para você.

Existem ativos dos mais diversos tipos, com as mais distintas ações, como antioxidantes, ou que diminuem o tamanho das células de adipócitos, para queimar gordura, ações detoxificante, para drenagem linfática, diurética, para suplementação de vitaminas, proteínas, nutrientes e minerais, e por aí vai. 

Os nutracêuticos tem por objetivo completar esse conjunto de ações que, somadas, tem um resultado: o emagrecimento e o gerenciamento de peso com saúde.

Galena - Gerenciamento de Peso
assinatura_equipe cópia

Publicações recentes